Dirigido por Justin Benson e Aaron Moorhead
Dirigido por Justin Benson e Aaron Moorhead

Dois amigos começam a receber estranhas pistas e instruções, enquanto estão passando uma semana sozinhos em uma cabana.

Não é o primeiro filme a fazer um trabalho decente com um orçamento bem apertado. Também não usa uma idéia que eu já não tenha visto em outros filmes, mas é muito bem feito e incentiva análise e discussão. Este é um daqueles filmes com um final surpresa, mas que tem a ousadia de não terminar completamente esclarecido e isto não significa que os realizadores não conseguiram alcançar uma conclusão satisfatória. Desde as primeiras cenas, tudo está acontecendo de acordo com o planejamento e a resolução, ressaltada pelo título do filme, não poderia ser mais apropriada.

Sinceramente, como fã, eu perdôo idiotices em filmes de terror, que condenaria sem dó em outros gêneros, mas isso não quer dizer que a mais recente safra dos filmes feitos para dar medo, não me encha de preguiça e frustração. Nas últimas semanas, eu assisti a quase um filme de terror por dia, todos desta década e Resolution foi o único que, mesmo com imperfeições, me deixou com um sorriso no rosto enquanto os créditos rolavam. A sensação era de felicidade.

A história oficial, ou seja, a que eu usaria para descrever o filme é a seguinte: Mike sai da cidade deixando para trás a esposa grávida, para se enfiar em uma cabana caindo aos pedaços no meio do mato. O objetivo é ajudar o amigo de infância Chris, que está se matando aos poucos com o uso de crack. Mike está indo, porque recebeu um mapa com a localização da cabana e um vídeo que mostra Chris completamente descontrolado por conta do vício. O estranho, no entanto, é que o vídeo é muito bem filmado e editado, como se tivesse sido feito por um profissional, então não duvidamos de Chris quando ele diz que não enviou nada e que nem sabia que o amigo estava indo visitá-lo.

Resolution 1Em qualquer filme de terror, a primeira noite na cabana é crucial, muitas vezes, é a única noite, mas em Resolution ela não chega a ser nem interessante e isso não é uma crítica. Mike quer salvar o amigo, mesmo que seja na marra, com Chris algemado e protestando contra a violação dos seus direitos. É necessário uma semana para completar esta desintoxicação forçada e como este é o aparente propósito do filme, a primeira noite não é tão diferente da segunda, ou terceira. Ela é simplesmente feita para dormir. Não há aquela sensação de perigo toda vez que o sol se põe. É como se ninguém soubesse que este é um filme de terror, mas é.

O filme consegue se esconder por bastante tempo e com sucesso do nosso desejo de sangue. A razão é que ele funciona muito bem como um drama. A relação entre os amigos, perturbada por uma quebra de confiança, é realista e positiva. Um grande acerto foi permitir que Chris fosse um personagem adorável, mesmo nos momentos mais egoistas e autodestrutivos. Simpatizamos com o esforço de Mike e torcemos pela reabilitação de Chris, mesmo esperando que alguma coisa ruim aconteça.

resolution 2Existe uma complicação em relação à comunicação e isso fica claro todas as vezes em que Mike precisa se afastar do local para ligar para a esposa, mas eles não estão isolados, muito pelo contrário. Visita é o que não falta naquele lugar. De um cachorro perdido a um inocente grupo religioso. Um vendedor misterioso, membros de uma reserva indígena e os violentos companheiros drogados de Chris… de onde virá a ameaça? A verdade é que qualquer problema no filme pode ser facilmente resolvido. Se a situação ficar perigosa, é só entrar no carro e dirigir um pouquinho. Algo precisa ser feito para que Resolution entre na categoria terror.

Mike força Chris a se limpar, mas é forçado a participar de um jogo perigoso. Por todo o filme, ele encontra e recebe uma série de fotografias e gravações de áudio e vídeo que vão do bizarro ao assustadoramente pessoal. É uma interferência tão constante quanto as visitas na cabana, mas impossível de acontecer logicamente dentro do filme. A quebra da quarta parede não é original, nem mesmo em terror, eu tenho certeza de que consigo encontrar outro filme neste blog que usa este artifício. A novidade aqui é um filme de terror, que não chega a zombar do terror, ou condenar nosso gosto por ele. Resolution apenas não consegue se decidir sobre qual seria a melhor abordagem ao terror.

Advertisements